domingo, 15 de fevereiro de 2015

POEMA - SUSSURROS


SUSSURROS

Gostaria de poder
Falar mais contigo,
Mas não tenho
Muito tempo.
Temos que ir
Aos campos,
Fazer a colheita
Da cevada.
E eu pressinto
Que vem chegando
Alguém.
Temo que o povo
Do vilarejo
Vá a me julgar
Louca,
Pois não acreditam
Em fadas.

Amanhã voltarei
Quando o sol
Estiver morno.

Marie Jo em 28/02/2001

Nenhum comentário: