quarta-feira, 12 de março de 2014

POESIA - EXU



EXU

Sois um trovão!
Um estrondo,
Um sopro,
Um vento afoito.
Um furacão,
Que torna, destorna,
Entorna, entoa,
Uma canção.
E em brisa leve,
De pensamento,
Percorre sedento,
Um semblante nu.
Eu, tu e a solidão.
Procuro palavras sem vazão,
Volúpia sem perdão,
Perdendo o espaço,
O tempo e a razão.

Marie Jo
Setembro/2000

Nenhum comentário: